Descomplicando os seguros agrícolas: mitos e verdades

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Cada vez mais o seguro agrícola tem se tornado um investimento indispensável para produtores rurais. A onda de frio que chegou ao Brasil nas últimas semanas nos mostrou que a agricultura está sujeita a diversos tipos de eventos, de cunho climático ou não, e que precisamos estar seguros a fim de reverter prejuízos que são, muitas vezes, incalculáveis

Texto: Marluce Corrêa Ribeiro – Jornalista e Redatora do Portal Agromulher

Mas antes de contratar um seguro agrícola, é importante que o produtor tenha esclarecido diversas dúvidas muito comuns. Afinal, o seguro agrícola é cercado por inúmeras especulações, dúvidas, mitos e verdades tanto por parte dos produtores, quanto por muitos profissionais e técnicos da área que desconhecem aspectos importantes dessa ferramenta.

Você já deve ter ouvido falar, por exemplo, que o seguro não cobre gastos com insumos agrícolas ou que a indenização do seguro agrícola é baixa, não é mesmo? Mas você sabia que esses são alguns dos MITOS que contam sobre essa ferramenta tão importante para o agronegócio?

Continue sua leitura, porque nesse artigo vamos esclarecer estes e tantos outros mitos, além de te mostrar algumas verdades sobre o seguro agrícola.

Mito ou verdade?

Aqui vamos destacar 10 afirmativas sobre os seguros agrícolas e te dizer se se tratam de mitos ou verdades. Vamos lá?

1- O seguro cobre o prejuízo do produtor quando a seca prolongada quebra a produtividade na cultura de soja.

VERDADE. Essa é uma das grandes vantagens do seguro agrícola: em caso de variação da produção, a receita das vendas continua protegida.

2- Excesso ou falta de chuva não é suficiente para prejudicar uma produção inteira.

MITO. Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) mostram que o clima é o principal fator de risco para as produções, mesmo quando se utiliza sementes mais resistentes ou técnicas de proteção do cultivo. Além disso, com um seguro agrícola é possível recuperar parte do capital investido nas lavouras a fim de reduzir prejuízos.

3- O seguro rural exerce importante papel social.

VERDADE. O serviço é também responsável por garantir a estabilidade econômica de pequenos, médios e grandes produtores, além de gerar empregos e ajudar no desenvolvimento de novas tecnologias para aprimorar o trabalho no campo.

4- O seguro rural não cobre gastos com insumos agrícolas.

MITO. Existem seguros que protegem insumos agrícolas, matérias-primas, produtores agropecuários, equipamentos e propriedades rurais, que são o Multirrisco Rural e Penhor Rural, na modalidade Benfeitorias. Com eles é possível ter cobertura total de propriedades contra incêndios, alagamentos, roubos, danos elétricos e muitos outros.

5- É preciso duas apólices para proteger a propriedade e o maquinário.

MITO. O seguro Multirrisco Rural pode ser elaborado com diferentes itens, ou seja, não é preciso fazer apólices distintas para proteger seu maquinário e sua propriedade. Ambos podem ser incluídos no mesmo contrato. Também é possível indicar riscos adicionais para cobrir equipamentos como tratores, pulverizadores, colheitadeiras, entre outros.

6- O seguro pecuário ainda é pouco conhecido no Brasil.

VERDADE. Apesar de pouco conhecido, o seguro pecuário é extremamente interessante para produtores de bovinos de corte e leite. Essa modalidade pode cobrir a vida de animais assim como todos os processos de cria, recria, engorda e terminação. Com ele, você terá a indenização por mortes decorrentes de doenças (não epidêmicas) ou outros fenômenos naturais que possam provocar acidentes, como raios.

7- A indenização do seguro agrícola é pequena.

MITO. O seguro agrícola tem como objetivo indenizar o custeio do produtor rural no cultivo da área segurada. Assim, a continuidade das operações é sempre garantida, mesmo diante de prejuízos causados por eventos climáticos. Esta confusão acontece quando se pensa em quanto receberia se tivesse vendido o produto no mercado, se não houvesse o sinistro, que diz respeito a todo evento que tem cobertura no seguro contratado e esteja especificado na apólice.

8- Precisa ser cadastrado como produtor rural para fazer o seguro.

MITO. Não é necessário ser um produtor rural para contratar o seguro. O seguro pode, inclusive, ser contratado por CNPJ, ou seja, por uma pessoa jurídica.

9- O tipo de plantio pode interferir na contratação do seguro de grãos.

VERDADE. De fato, algumas seguradoras aceitam, por exemplo, apenas o plantio direto. Não aceitando o plantio convencional. Portanto, antes da contratação de um seguro rural, é fundamental verificar se aquela seguradora cobre seu tipo de plantio.

10- Para receber o seguro é preciso apresentar notas fiscais de tudo que foi gasto.

MITO. Existem tipos diferentes de seguro, sendo que alguns exigem a apresentação de notas fiscais e outros não. Certifique-se com sua seguradora quais os documentos necessários para garantir o recebimento do seguro.

E aí? Gostou de saber um pouco mais sobre esses mitos e verdades que cercam o tema “seguro agrícola”? O mais importante é que o produtor esteja bem informado, vá à sua seguradora de confiança e conheça as opções que melhor se adequam à sua realidade. O seguro deve estar perfeitamente alinhado com todo o planejamento da empresa rural. Desta forma, o produtor estará fazendo um investimento e garantindo uma segurança indiscutível para o seu patrimônio.

Sobre a It’sSeg

A It’sSeg é uma corretora de seguros independente e brasileira, que busca trazer soluções de uma forma inteligente e alinhada a natureza de cada cliente. A empresa trabalha para trazer uma contribuição real para os negócios e para as pessoas.

A proposta da It’sSeg é ser um elo de conexão e segurança no ecossistema do agronegócio, promovendo bons negócios. Com o objetivo de facilitar o acesso e entendimento sobre seguros, do pequeno produtor à grande indústria e cooperativa. Para mostrar que seguro não é um custo, e sim uma segurança e investimento futuro para o seu negócio.

Conheça a It’sSeg, seus produtos e benefícios acessando o site ou as redes sociais da empresa. Quer entender melhor sobre o ramo dos seguros e como esse setor está diretamente ligado ao agronegócio? Acompanhe o conteúdo desta parceria entre Agromulher e It’sSeg e fique bem informada.

Compartilhar.

Sobre o Autor

A Rede Digital AgroMulher nasceu com o propósito de gerar resultados por meio da democratização de informações de qualidade e, assim, promover o crescimento de profissionais ligados ao agronegócio.

Deixe Seu Comentário