Seguro de máquinas agrícolas: seu investimento merece uma segurança à altura

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Investimentos cada vez maiores em máquinas e implementos têm sido feitos por produtores que seguem animados com o mercado aquecido para muitas culturas. E estes investimentos milionários precisam estar resguardados e seguros. Continue sua leitura e conheça a modalidade de seguro que oferece cobertura de máquinas agrícolas 

Texto: Marluce Corrêa – Jornalista e Redatora do Portal Agromulher  

Quando falamos em investimentos em máquinas agrícolas, falamos em valores “a perder de vista”. Cada vez mais produtores rurais investem alto em tecnologia de ponta em busca de aumento de produtividade e otimização de recursos. E, estas altas tecnologias podem representar milhares ou até milhões de reais investidos em máquinas e implementos dentro das fazendas. Essa já é a realidade, safra a safra, de muitas propriedades rurais em diversos cantos do país, independentemente da atividade desempenhada ou da região de atuação. A agricultura e a pecuária, há tempos, deixaram de ser para amadores. E o valor investido nestas empresas a céu aberto tem sido cada vez maior. 

Além disso, estes maquinários são responsáveis por todas as operações de lavouras e fazendas altamente tecnificadas de produção em larga escala. Desde o momento do preparo do solo, passando pela semeadura, aplicações de defensivos e fertilizantes, até a colheita e transporte do produto final. De ponta a ponta, o trabalho humano dentro das fazendas tem sido amparado pelo uso de máquinas cada vez mais “inteligentes” e assertivas. Todo o processo passa a depender diretamente do bom desempenho destas máquinas e implementos.  

Nos últimos meses, temos visto grande movimentação do mercado de máquinas agrícolas e pecuárias com o retorno presencial das grandes feiras do agronegócio nacional. Movimentações milionárias durante os dias dos eventos, em diversas regiões do Brasil, têm mostrado o quanto os produtores estão animados e dispostos a investir nas tecnologias de ponta e em grandes lançamentos para otimização da produção e de recursos. Fato é que altos investimentos também representam altos riscos. E, nesse caso, toda segurança ainda parece pouca. 

Você já pensou no tamanho do prejuízo caso haja algum problema com uma dessas máquinas em plena safra? Já pensou quanta “dor de cabeça” pode ser gerada pelo atraso das operações, a perda do timing de uma aplicação, o avanço da redução do teor de água do grão, o momento ideal de colheita se aproximando e a colheitadeira parada na oficina? E pior, já pensou em um dano irreversível como um acidente durante a colheita e a necessidade de comprar uma máquina nova em plena safra? O simples fato de pensar nessa possibilidade já deixa qualquer produtor de “cabelo em pé”, não é mesmo? Além disso, a aquisição de uma nova máquina fora do planejamento financeiro do produtor pode ser algo totalmente fora da realidade e que compromete seriamente a sustentabilidade financeira da atividade. 

Mas você já pensou que há uma forma de prevenir e resguardar seu patrimônio do impacto desastroso destas situações indesejadas?  

Para isso, uma das estratégias que você, como produtor e/ou produtora, pode lançar mão é a contratação de seguros. Além de assegurar suas lavouras, você pode também contratar um seguro para suas máquinas agrícolas. A cobertura das modalidades de seguro referentes às máquinas agrícolas é ampla e pode incluir desde incêndio e danos elétricos até colisão e roubo, por exemplo. O importante é buscar uma seguradora e, a partir da sua realidade, definir a modalidade que melhor atende às suas necessidades.  

Seguro de máquinas agrícolas: redução de riscos para o produtor 

Buscar a contratação de um seguro é uma sábia forma de reduzir riscos e perdas. Continue sua leitura e entenda o quanto o seguro pode ser uma estratégia interessante para o produtor rural que deseja reduzir riscos em sua atividade.  

Imagine a seguinte situação: em plena colheita de soja, como ocorre neste momento em algumas regiões do Brasil, um produtor com muitos hectares ainda para colher. O produtor conta com o pleno funcionamento de suas colheitadeiras e demais maquinários envolvidos neste processo final do ciclo da cultura para finalizar esta etapa. De repente, acontece um princípio de incêndio em uma das máquinas. As chamas a comprometem significativamente. O produtor não contava com este infeliz ocorrido e não tem uma reserva de emergência para que consiga realizar o conserto, contratar uma máquina de terceiros ou comprar uma nova colheitadeira. Todas as opções demandam uma disponibilidade financeira que ele não tem. Ainda mais ao final de uma safra tão desafiadora e com custo de produção tão elevado como tem sido a safra 21/22. E agora? O que o produtor pode fazer para não ter ainda mais perdas e ainda conseguir finalizar sua colheita sem maiores prejuízos? 

Esta situação pode parecer muito distante ou hipotética, mas não é. Em uma atividade como a agricultura, com tamanha imprevisibilidade e que apresenta alto risco por ser uma indústria a céu aberto, este tipo de situação pode acontecer mais do que imaginamos. E em uma situação como essa, o produtor precisa ter uma tomada de decisão consciente, segura e assertiva. Afinal, tempo é dinheiro e ele precisa solucionar este grande problema que surgiu pelo caminho.  

Diante desta situação, se a máquina fosse assegurada, o produtor já teria o recurso financeiro suficiente para comprar outra máquina, em caso de perda total, ou mesmo dinheiro para o conserto. Ele estaria, portanto, resguardado quanto a este incidente, desde que estivesse incluso nas coberturas contratadas. O problema dele estaria previamente remediado e o prejuízo, provavelmente, seria bem menor. 

Esta situação simulada acima nos mostra mais uma vez que o seguro é uma ferramenta inteligente e super aplicável a fim de reduzir riscos dentro da atividade agrícola. E dentre as várias modalidades de seguros, a que cobre máquinas agrícolas apresenta, no geral, agilidade e flexibilidade no processo de contratação.  

Portanto, o seguro vem como uma ferramenta a mais para garantia de sua segurança e tranquilidade dentro da atividade agrícola. Mas não se esqueça: a manutenção, o cuidado e o zelo com suas máquinas e implementos são princípios básicos para a redução nas perdas de tempo e dinheiro, e para a otimização de recursos. Afinal, uma boa gestão dos maquinários permite um maior rendimento operacional da atividade e tende a gerar resultados extremamente satisfatórios para seu negócio. 

Sobre a It’sSeg 

A It’sSeg é uma corretora de seguros independente e brasileira, que busca trazer soluções de uma forma inteligente e alinhada à natureza de cada cliente. A empresa trabalha para trazer uma contribuição real para os negócios e para as pessoas.  

A proposta da It’sSeg é ser um elo de conexão e segurança no ecossistema do agronegócio, promovendo bons negócios. Com o objetivo de facilitar o acesso e entendimento sobre seguros, do pequeno produtor à grande indústria e cooperativa. Para mostrar que seguro não é um custo, e sim uma segurança e investimento futuro para o seu negócio.  

Conheça a It’sSeg, seus produtos e benefícios acessando o site ou as redes sociais da empresa. Quer entender melhor sobre o ramo dos seguros e como esse setor está diretamente ligado ao agronegócio? Acompanhe o conteúdo desta parceria entre Agromulher e It’sSeg e fique bem informada. 

Compartilhar.

Sobre o Autor

Filha de produtores rurais, técnica em agropecuária, jornalista e estudante de Agronomia.

Deixe Seu Comentário